O que é coaching?

          O coaching associa os conhecimentos de administração, psicologia, sociologia, filosofia, gestão de pessoas, planejamento estratégico e outros. Por meio desses conhecimentos são feitas sessões (semanais, quinzenais, mensais) com o objetivo específico de atingir uma meta do cliente e tem uma duração pré-determinada. Mas durante esse processo, os ganhos são muito maiores, principalmente no autoconhecimento. 

          O que é feito nesse processo então para se conseguir ter a aceleração de resultados? No processo de coaching há o desenvolvimento de competências e habilidades através do autoconhecimento, quebra de crenças limitantes, identificação de valores e potencialização das capacidades individuais. É feita também uma análise de perfil comportamental, sendo possível realizar mudanças positivas e duradouras.

          A pessoa entende sua responsabilidade sobre a sua vida, e o papel do coach é dar feedback contínuo para que o cliente possa aumentar sua autoeficácia. O coaching possibilita a parceria entre as pessoas envolvidas, e mostra como chegar nesses objetivos individualizados. É um acordo entre duas pessoas que tem como princípios a suspensão do julgamento, o foco no futuro e nas tarefas.

            Cada pessoa tem potencial interno ilimitado, e atingir esses recursos para que se transformem em ações em direção ao seu objetivo é uma das metas do coaching. Tomar consciência e responsabilidade pela própria vida é o primeiro passo, pois a compreensão da relação pessoa-doença empodera o paciente nas suas decisões e aumenta seu comprometimento com o tratamento.

            O que afinal é coaching em saúde? Coaching é um processo facilitador para transformar sonhos e metas em ação. Este processo se dá de forma individualizada e focada nos objetivos de cada pessoa. Para isso, precisamos primeiro descobrir mais sobre a pessoa.

          Como está sua saúde? Qual foi a última vez que foi no médico? Como está sua alimentação? Você faz atividade física? Tem atividades de lazer?

          Depois de entender a individualidade da pessoa, precisamos saber quais os desafios que a pessoa encontra para sair da sua zona de conforto. E saber também quais as consequências na vida de cada um das escolhas feitas sobre os hábitos.

          Como você vê a comida? Quais os obstáculos para você tomar os remédios?  Você está acima do peso? Você foi no pronto socorro nos últimos meses?

          Tendo em vista todos esses aspectos, o coaching pode ajudar a estabelecer metas e, através de ferramentas para empoderar a pessoa, atingir melhor qualidade de vida. Então, se você conseguisse atingir seus objetivos daqui três meses, como você se sentiria?

Deixe um comentário

Atenção Integativa